Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

A Imagem e Semelhança, Será?

“Por mais oculto e pouco tramático que seja seu testemunho, oro para que você seja suficientemente ousado para ser diferente, humilde para cometer erros, corajoso para queimar-se no fogo e verdadeiro para ajudar os outros a verem que prosa não é poesia, discurso não é canção; e que tangíveis, visíveis e perecíveis não são adequados para seres marcados com o sangue do Cordeiro.”

Muitos pensam que podem salvar a si mesmos e o que me incomoda é que esses estão sentados no nosso lado nos bancos na igreja, ficam sem falar nada, para manter a santidade, embarcam em jejuns prolongados, vigílias que vão até ao amanhecer achando que terão, pelo cansaço, o favor de Deus, confiando que todos podem lutar com Deus como Jacó. Ou talvez, esperando extrair à força a aprovação de Deus.

De fato a história da vida de Jesus não traz muita confiança aos “doutores da lei”. O que dizer de seu nascimento? Obscuro? Com certeza. As circunstâncias do seu nascimento são muito constrangedoras. Imagine você tentar dizer a alguém que seu filho, que todo mundo sabe que nasceu 7 meses depois do seu casamento, e que consideram, com toda a razão da época, ser uma ameaça para a lei e a ordem moral, foi concebido pelo Espírito Santo!

Trinta anos depois entre o povo humilde da galileia relativamente sem instrução vai ao rio Jordão para ser batizado por João, para perdão dos pecados. Sua carreira começa ali. Ele não se torna um arquiteto, um oficial da Justiça, ou um autor de bestseller, embora foi um grande contador de histórias. Enquanto andava pelo país, os lideres religiosos de seu tempo suspeitavam de possessão maligna e os observadores não usavam nomes muito educados para se referir a ele. Finalmente ele foi executado como um amaldiçoado, ladrão, blasfemo, um verdadeiro falso profeta.

Perai, alguém reconheu o mestre?
É isso mesmo, esse é filho de Deus!
É esse o homem que nos chama para nos dedicarmos a ele. O homem que me diz que a vida não tem significado sem ele.
Mas como a fonte da nossa fé pode se sustentar num homem de nascimento obscuro, e que morreu a morte de um criminoso; Talvez para que prostitutas, viciados, traficantes, ladrões, pecadores possam dizer “Abba” e que não lhes seja negado o ingresso para o reino de Deus, como foi aos “religiosamente respeitáveis”

Carregar a cruz e segui-lo, não em Belém e em Nazaré, mas no Getsemani e no Calvário.

3 comentários:

  1. Celeste,se estes textos(a imagem e semelhança,será? e o crentolândia)realmente sairam da sua cabecinha,devo concluir que você além de ser uma ótima escritora,conseguiu relmente entender a verdadeira mensagem de Jesus Cristo.É incrível para mim ter encontrado uma pessoa que tem "aparentemente" pensamentos iguais ao meu sobre a palavra de Cristo,mas que de alguma forma tão expontânea como você não consigo expressar.É incrível,mal conheci seu blog e já sou seu "fã" rsrsrsrs,um abraço e fique com Deus."blog do desviado"

    ResponderExcluir
  2. Ei seu blog ta muito bacana!! e muito interessante. ESTOU TE SEGUINDO!
    ME DA UMA FORÇA LA E ME SEGUE TBM!BJ
    http://blogdtassila.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. oi celeste,gostei muito do seu blog,dá vontade de ler todos os textos sem parar,você é muito inteligente,é muito difícil ser um VERDADEIRO cristão na pós-modernidade,vou te seguir e sempre passar por aqui.
    bjs
    bytatibarros-al.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seguir por Email

Pesquisar este blog